Educação constrói documento orientador do território municipal

A Educação brasileira vive um momento de grande importância frente a organização curricular de seus territórios municipais.

O Conselho Nacional de Educação aprovou no final de 2017 o Parecer CNE/CP nº 15/2017 e a Resolução CNE/CP nº 2/2017, que instituíram a BNCC no Brasil como documento obrigatório para todo o território nacional e que não está aberto a alterações, mas sim a complementações, caso necessário, o que foi feito no território gaúcho através do Referencial Curricular Gaúcho – RCG, que complementou as áreas do conhecimento, a partir de um aprofundamento dos seus respectivos componentes curriculares. Agora o desafio encontra-se no território municipal, que tem como meta em 2019 reorganizar seus Projetos Político-Pedagógicos – PPPs e Regimentos Escolares, alinhando-os à BNCC, ao RCG e ao Documento Orientador de Território Municipal.

Este trabalho vem sendo realizado nas escolas do município através da participação dos professores no Congresso Internacional de Educação – Desafios da Escola na Educação Contemporânea: futuros possíveis da escola, promovido pela UNIVATES e, em reuniões pedagógicas coordenadas pela assessora da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Turismo e Desporto, Magali Röhsig, nas quais os documentos (BNCC e RCG) são trabalhados e esclarecidos. Durante o recesso, dia 25 de julho, seguirão as atividades de organização do referencial do território, com participação da EEEM Colinas.

 

Portais:

                                                         webmail